Pesquisar este blog

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Orlândia fica entre as dez melhores em saneamento

Capa da pesquisa da FGV sobre saneamentO

Orlândia é uma das dez cidades brasileiras campeãs em saneamento básico. A informação faz parte da pesquisa Impactos Sociais de Investimentos em Saneamento, feita pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas, e divulgada no final de novembro. 

Além de Orlândia, também fazem parte da lista São Caetano do Sul, Barrinha, Igaraçu do Tietê, Santa Gertrudes, Serrana, São Joaquim da Barra, Franca, Barra Bonita e Américo Brasiliense. Entre os cinquenta com melhor saneamento, 44 são de São Paulo.

Segundo a pesquisa, disponível na internet, o acesso à água potável chega, em média, a 98,71% da população, e ao esgoto, 99,6%. A pesquisa é divida por perfis relativos a escolaridade, sexo, faixa etária, raça e situação de domicílio. Levando-se em conta a população masculina adulta, com sete anos de estudo, os números são parecidos: entre os não-afros, 99,2% têm esgoto, e 98,82% têm água; entre os negros, a taxa é de 98,82% no acesso ao saneamento básico, e 98,6% à água.

Os resultados, porém, não são tão animadores para a maioria dos municípios. Os especialistas apontam que somente em 2122 a totalidade da população brasileira terá acesso a esgoto. Hoje, falta saneamento básico para 47% da dos brasileiros, sendo as crianças entre 1 e 6 anos as principais vítimas.

Entre 1992 e 2006, subiu de 36,02% para 46,77% o acesso a esgoto, segundo dados do PNAD. São Paulo é o Estado com melhor colocação no ranking de saneamento básico, com 84,24% da população atendia (dados de 2006), seguido pelo Distrito Federal e por Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário